Xingatório da Imprensa

agosto 31, 2004

Filed under: Uncategorized — elpydiophragoso @ 2:36 am

Precipitação matemática

(ou Chuva de números)


Algumas vezes, tirar conclusões de números parece fácil. Fácil demais. A matéria principal da página 15 do Globo de hoje informa: “Levantamento feito pelo Núcleo de Estudos Econômicos e Microdesenvolvimento (Neem) da Coordenação de Licenciamento e Fiscalização do município mostra que o número de farmácias e drogarias aumentou 16,8%, de 2001 ao fim do primeiro semestre deste ano, saltando de 1.756 para 2.051.” E conclui, despudoradamente: “Ou seja: 295 novos estabelecimentos surgiram no Rio nesse período.”

Filed under: Uncategorized — elpydiophragoso @ 1:45 am

A melhor Olimpíada

O espetáculo de ufanismo marqueteiro da imprensa brasileira durante as Olimpíadas é coroado nesta terça-feira pelas manchetes dos principais jornais do país. Estadão, Folha, Estado de Minas, O Dia e JB, entre outros, estampam na primeira página que foi “a melhor Olimpíada” do Brasil. O Zero Hora é um dos poucos a enfatizar o único aspecto que de certa maneira corrobora essa afirmação: “Com um total de 10 medalhas, país comemora a melhor colocação em olimpíadas”. Parece a mesma coisa, mas só parece. A melhor colocação é um tecnicismo baseado na premissa (um tanto antiolímpica) de que vencer é tão importante que uma vitória vale mais do que dois segundos lugares. Já a melhor Olimpíada é uma fantasia que, sob pretexto de enaltecer os atletas, desrespeita a inteligência do leitor.

agosto 11, 2004

Filed under: Uncategorized — elpydiophragoso @ 4:07 am

Baleia jubarte, 4

Megaptera novaeangliae, mais conhecida pelo nome artístico Baleia Jubarte, tornou-se celebridade no dia 8 de agosto, ao encalhar na Praia do Forte Imbuí, em Niterói. Com dificuldade para se livrar do banco de areia e de jornalistas em busca de mais um drama animal, Megaptera agonizou por dois dias, até morrer na última terça-feira de falência generalizada dos órgãos, inclusive de imprensa. Mesmo com ajuda de rebocadores, matérias de página inteira e do onipresente coronel Marcos Silva, a baleia não conseguiu se libertar. Deixa 25 mil irmãs e uma dúzia de editores e pauteiros.

Blog no WordPress.com.